Assista aos vídeos das RedesFito. Clique aqui.

Arrow up
Arrow down

 

 Por: Clarice Cudischevitch

A maior parte dos medicamentos desenvolvidos em laboratório tem uma origem em comum: a natureza. No entanto, encontrar as substâncias químicas que podem se tornar o princípio ativo dos fármacos em meio à vasta biodiversidade global é uma tarefa complexa. Essa é a missão da bióloga Daniela Trivella. Com apoio do Serrapilheira, ela está construindo a plataforma NP3, que promete identificar de forma rápida os chamados produtos naturais bioativos.

A ideia de Trivella, pesquisadora do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), é combinar três técnicas. A primeira consiste em montar uma biblioteca de compostos químicos a partir da extração de moléculas das plantas coletadas e da análise por um sistema de triagem biológica de alto desempenho, o HTS. “Se, por exemplo, for identificada uma proteína que causa câncer, podemos testar essas amostras químicas na proteína e checar qual é capaz de inibi-la”, explica a grantee. Esse sistema pode analisar, em uma escala miniaturizada, 10 mil amostras por dia, e cada uma tem uma média de 100 moléculas.

Leia a matéria completa.

logo redesfito em foco

Receba mensalmente as principais notícias das RedesFito diretamente em seu email cadastrando-se em nosso portal.

Cadastrar