Navio suspeito está em alto mar e é monitorado pelas autoridades brasileiras. Segundo o MPF, ainda não é possível dizer se novas manchas de óleo chegarão à costa brasileira.

Por Igor Jácome, Fernanda Zauli e Emmily Virgílio, G1 RN e Inter TV Cabugi

Os investigadores estimam que 2,5 mil toneladas de óleo foram derramados no oceano pelo navio Bouboulina, de bandeira grega, suspeito do crime ambiental que atingiu praias dos nove estados do Nordeste. A Polícia Federal ainda não sabe, entretanto, se o houve um acidente ou vazamento do navio. Uma operação foi inciada pela PF na manhã desta sexta-feira (1º) para cumprir mandados na sede da empresa Lachmann Agência Marítima, responsável pelo navio.

Veja a matéria completa.

logo redesfito em foco

Receba mensalmente as principais notícias das RedesFito diretamente em seu email cadastrando-se em nosso portal.

Cadastrar